Filmes | O casamento

O casamento O Casamento é um filme brasileiro de 1976, do gênero drama, dirigido por Arnaldo Jabor. O roteiro é baseado na obra homônima de Nelson Rodrigues.

O senhor Sabino, um rico industrial da construção civil, nutre um amor incestuoso pela filha Glorinha de 18 anos, que vai se casar em dois dias. O médico da família diz que o futuro genro foi visto beijando outro homem na boca. Glorinha, ao saber das denúncias, faz um retrospecto doloroso de seus 18 anos de sexo, violências e dilemas, com flashbacks e ações entrelaçadas, que fazem aparecer as verdades que se escondem sob a aparente felicidade burguesa: injustiças, perversões sexuais, adultérios e crimes.

Premiações

- Ganhou o Kikito de melhor atriz coadjuvante (Camila Amado) e o Prêmio Especial do Júri, no Festival de Gramado.
- Recebeu o Prêmio Coruja de Ouro, de melhor ator (Nelson Dantas), do Instituto Nacional de Cinema, Rio de Janeiro, 1976.
- Recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo de melhor cenografia (Francisco Altan), São Paulo, 1976.

PERFIS OFICIAIS
NAS REDES SOCIAIS

Siga o Arnaldo Jabor nas redes sociais e acompanhe os seus artigos, vídeos e novidades.

Livros

A invasão das salsichas gigantes - Livro de Arnaldo Jabor
A invasão das salsichas gigantes
Cineasta e jornalista, Jabor e suas crônicas têm o poder de despertar, inquietar, polemizar. Este livro reúne os melhores textos publicados por Arnaldo Jabor em jornais de todo o Brasil, nos últimos quatro anos. Violência, política, sexo, economia, futebol, música, poesia, informática; o america
Amor é prosa, sexo é poesia - Livro de Arnaldo Jabor
Amor é prosa, sexo é poesia
Os textos de Arnaldo Jabor têm o poder de despertar, inquietar, polemizar. Ácidos, líricos, deliciosamente vorazes, estão sempre sintonizados com os assuntos que mexem com a vida dos brasileiros e brasileiras. ’Amor é prosa, sexo é poesia’ reúne suas melhores crônicas sobre nossas o

Filmes

Eu te amo - Filme de Arnaldo Jabor
Eu te amo
O filme relata a história um casal formado por um Industrial recém separado e falido durante o milagre dos anos 70 e uma mulher traumatizada por um relacionamento unilateral, que desejam desesperadamente se amar mas têm um medo brutal deste encontro. É um filme repleto do sumo do bom gosto da arte brasileira. Come&cce
A Suprema Felicidade - Filme de Arnaldo Jabor
A Suprema Felicidade
Rio de Janeiro, 1945. O garoto Paulo, de 8 anos, assiste ao lado dos pais, Marco (Dan Stulbach) e Sofia (Mariana Lima), os festejos pelo fim da 2ª Guerra Mundial. Seu melhor amigo é Cabeção, com quem compartilha a rua e o colégio jesuíta em que estuda. Já na juventude, Paulo precisa lidar com a frustr
DESENVOLVIDO POR CRIAMIX MKT|DZN