Palestras

Palestras de Arnaldo Jabor Carioca, começou a carreira em 1962, no Jornal O Metropolitano. Ao longo das décadas de 60, 70 e 80 dedicou-se ao cinema. Entre seus filmes mais famosos estão: Toda nudez será castigada e Eu sei que vou te amar (1984).

Estreou como colunista de O Globo no final de 1995 e mais tarde levou para a TV Globo, no Jornal Nacional, Bom dia Brasil e Jornal da Globo, o estilo inconfundível com que comenta os fatos da atualidade.

Capaz de escrever com fluência em estilos variados, o palestrante Arnaldo Jabor mostra-se extremamente habilidoso ao aliar citações eruditas a uma visão crítica da realidade brasileira.

Principais temas de palestras abordados por Arnaldo Jabor:
• Conjuntura Nacional
• Conjuntura Internacional
• Macroeconomia
• Tendências na Economia
• A Nova Economia
• Conjuntura Nacional: Cenário Político e Econômico do País
• Quem é o Brasil? Presente e Futuro.

Arnaldo Jabor é conhecido por abordar os mais variados temas (cinema, artes, sexualidade, política nacional e internacional, economia, amor, filosofia, preconceito). Suas intervenções “apimentadas” na televisão e em suas colunas lhe renderam admiradores e muitos críticos e o consagraram como um dos melhores palestrantes da atualidade.

Entre em Contato

PERFIS OFICIAIS
NAS REDES SOCIAIS

Siga o Arnaldo Jabor nas redes sociais e acompanhe os seus artigos, vídeos e novidades.

Livros

A invasão das salsichas gigantes - Livro de Arnaldo Jabor
A invasão das salsichas gigantes
Cineasta e jornalista, Jabor e suas crônicas têm o poder de despertar, inquietar, polemizar. Este livro reúne os melhores textos publicados por Arnaldo Jabor em jornais de todo o Brasil, nos últimos quatro anos. Violência, política, sexo, economia, futebol, música, poesia, informática; o america
O Malabarista - Livro de Arnaldo Jabor
O Malabarista
O malabarista é dividido em duas partes. A primeira, “Infância”, mais poética, traz textos sobre o pai, a mãe, o avô, a iniciação sexual, o pecado, a classe média nos anos 50 e 60, as primeiras lembranças, a vida no subúrbio. A segunda, “E depois...”, marca

Filmes

Tudo bem - Filme de Arnaldo Jabor
Tudo bem
Juarez (Paulo Gracindo) é o chefe de uma família de classe média, que está às voltas com uma obra no apartamento. Aposentado, ele está sempre cercado pelos fantasmas de seus amigos já falecidos. Elvira (Fernanda Montenegro), sua esposa, fica revoltada com a impotência de Juarez, o que faz com
Pindorama - Filme de Arnaldo Jabor
Pindorama
O filme foi realizado no auge da repressão da ditadura militar no Brasil. Foi o primeiro longa-metragem de ficção de Arnaldo Jabor, e foi o representante oficial do Brasil no Festival de Cannes em 1971. O termo Pindorama, na língua geral dos índios, significa terra das árvores altas e, em tupi-guarani, ter
DESENVOLVIDO POR CRIAMIX MKT|DZN